Um Niemeyer É Sempre Um Niemeyer | A Niemeyer Is Always A Niemeyer

O Livro  |  The Book

Press

Correio Braziliense

Vicente Nunes
 

Sábado

Ana Taborda
 

Jornal de Letras

JL

CNN

A análise de Carlos Magno (min. 07:46)

“Agradeço a atenção e muitas das palavras do Carlos Magno, mas alguns comentários são necessários: eu não sou designer – fui professor, 12 anos, de gestão de design na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, mas com base na minha formação em gestão e marketing, não especificamente em design; Siza fez um desenho, não um texto; não se pode dizer, de modo nenhum, que a obra do Funchal é «um derivado do Niemeyer, porque ele fez aquilo com o arquiteto Viana de Lima». No livro (e desde quando um estudo de 336 páginas é um livrinho?!), estão todos os documentos que provam sobejamente a autoria de Niemeyer; que Viana só apareceu a convite do mesmo; que Viana foi sempre, sempre fiel ao projeto do brasileiro e defendeu-o sempre; que Niemeyer acompanhou o projeto de 1966 a 1973, quando as primeiras obras já estavam à beira de se concretizar. Enfim, é preciso ler e estudar com rigor.”

Carlos Oliveira Santos

Diário de Notícias

Maria João Martins
 

Jornal de Notícias

Companhia dos Livros, Sérgio Almeida
 

Fale com o autor | Call the author